top of page
  • sermidiacomunicacao

Pesquisa revela comportamento de compras no final de ano

As pessoas ficam mais abertas à descobertas de novas marcas e produtos nas festas de fim de ano e as empresas precisam ficar atentas às oportunidades de divulgar sua marca, produtos e serviços neste período.


O mundo vive uma transformação tecnológica, acompanhada por uma mudança de comportamento de compras do consumidor. E, assim como em qualquer transição, essas novidades também trazem desafios às empresas. Por isso, uma pesquisa realizada pelo Meta Foresight sobre hábitos de compras, preferências de presentes e descobertas tecnológicas dos usuários, objetiva ajudar empresas anunciantes a obterem sucesso em campanhas realmente eficazes, alinhadas às expectativas das pessoas. “Nós tivemos acesso a esse estudo e analisamos insights importantes sobre o comportamento de compras das pessoas nas festas de fim de ano e em relação as megapromoções”, afirma Alessandra Lemos Fernandes, executive head da Ser Mídia, empresa de marketing digital.


A pesquisa Meta encomendada pela YouGov entrevistou mais de 52 mil pessoas adultas, em 2021, 49.563 pessoas, em 2020, e mais de 45 mil, em 2019, sempre no mês de dezembro. Aproximadamente 1.500 entrevistas foram concluídas em cada um dos 33 países envolvidos.





De acordo com os dados Meta Foresight voltados para o Brasil (incluindo também Argentina, Chile, Colômbia e México), as pessoas ficam mais abertas à descobertas de novas marcas e produtos nessa época do ano. A entrevista revelou que 60% estão propensas a comprar de novas marcas, descobertas por meio das redes sociais. E ainda, 45% afirmaram já terem adquirido produtos ou serviços que descobriram primeiro no Facebook e/ou no Instagram.


E o que já era de se esperar, em 2021, as publicações patrocinadas pelas empresas nas redes sociais tiveram maior participação (46%) na descoberta de novas marcas e produtos pelos consumidores. Em segundo lugar estão as sugestões e recomendações de amigos e familiares (39%), seguidos pelas lojas no Facebook e no Instagram (35%), anúncios com etiquetas de produto (34%), algo publicado por conhecidos (31%), conteúdo de vídeo (28%), algo publicado por um grupo (25%), publicações de influenciadores (21%).


“Para nossa surpresa, 59% das pessoas entrevistadas concordam que estão sempre em busca de inspiração de compras quando passam tempo online, o que justifica a importância do investimento das empresas em estarem presentes na internet”, afirma Alessandra. No entanto, aquele ditado ‘falem mal, mas falem de mim’ não se aplica a esses casos, a especialista em marketing digital alerta para a necessidade de preocupação com o conteúdo e o profissionalismo das postagens. “Qualquer pessoa pode postar nas redes sociais, no âmbito do entretenimento, contudo, as empresas deveriam estar mais preocupadas com a imagem e a mensagem que pretendem transmitir, por isso, a nossa equipe conta com designers e redatores, além de profissionais analistas de redes sociais (social media), com o objetivo de alavancar as publicações”, considera.


As pessoas que participaram da pesquisa Meta Foresight indicaram também que preferem conteúdos confiáveis (44%), criativos (36%) e informativos (35%), a conteúdos divertidos (30%).


O Google também apareceu como resultado nas entrevistas, com 81% de influência em pesquisas de buscas para ajudar a encontrar inspiração ou descobrir o que comprar durante as festas de fim de ano para si ou para outras pessoas. Seguido por anúncios online na internet (77%).


Outro dado interessante da pesquisa revela que 58% das pessoas fizeram algum contato direto com as empresas, no período do final de ano, seja por meio do whatsapp (43%), email (26%), direct do Instagram (16%), diretamente pelo site (16%) ou no direct do Facebook Messenger (14%).


Planejamento

É importante destacar nos dados da pesquisa, que a maioria das pessoas começa a planejar as compras de final de ano em novembro (40%) e outubro (24%), enquanto 17% deixam para início de dezembro, 11% em meados de dezembro (entre os dias 11 e 20) e apenas 4% deixam para o final de dezembro. A pesquisa inclui 4% de pessoas que deram outra resposta. “Observamos neste estudo que quando as pessoas estão com tempo para planejar as compras, elas preferem utilizar dispositivos móveis ou computador (66%), mas quando deixam as compras para a última hora, preferem ir até uma loja física (57%)”, destaca.


Na opinião dos entrevistados e em comparação com o ano anterior, 73% achavam mais fácil comprar pela internet (dispositivo móvel/computador), em 2020, mas esse número reduziu para 62%, em 2021. Enquanto, em 2020, apenas 26% dos entrevistados consideravam mais fácil fazer comprar pela loja física, em 2021, esse número aumentou consideravelmente para 37% das pessoas que consideram mais fácil comprar produtos na loja física. “Esses dados nos revelam que talvez as pessoas estejam encontrando dificuldades em realizar suas compras no universo online, sites ou marketplaces, mais do que em anos anteriores e que as empresas precisam rever sua relação com o consumidor, seus métodos de vendas online ou desenvolvimento de suas plataformas”, observa. Esses dados são confirmados por outros que apontam 57% das pessoas terem passado por experiência de compra frustrante, durante as festas de final de ano, através de dispositivos móveis, enquanto 27% tiveram essa experiência em lojas físicas.


Os fatores que têm mais importância para o consumidor durante suas compras online são a entrega/envio das compras (98%), preço (97%), experiência do cliente (97%), qualidade e confiança no produto (96%) e disponibilidade do produto (95%).

Megapromoções

No mundo todo, as pessoas que compram em dias de megapromoções como as que acontecem na Black Friday são mais propensas a gastar mais, ser mais jovens e comprar usando dispositivos móveis. A pesquisa Meta Foresight também revelou detalhes sobre o comportamento dos consumidores de megapromoções.


O estudo revelou o aumento de compras em megapromocões como Black Friday e Cyber Monday de 64%, em 2020, para 67%, em 2021. Dentre esses dados estão consumidores que fizeram compras inesperadas (68%), que não haviam planejado fazer nenhuma compra, mas encontraram algo que gostaram (44%), compraram exatamente o que estavam procurando (32%) e compraram produtos que estavam procurando, mas de outras marcas (10%).


A conclusão da pesquisa é a de que as empresas precisam ajudar os consumidores a descobrirem coisas que vão amar. “Isso é possível, alcançando as pessoas onde elas já estão passando o seu tempo, conectando os produtos certos ao público certo para facilitar essas descobertas, criando experiências de compra, seja online ou na loja física, eliminando barreiras comuns a esse período do ano, facilitando o caminho para compras rápidas e espontâneas com megapromoções”, orienta.


Conheça a Ser Mídia

Há quase 20 anos no mercado, a Ser Mídia nasceu para trabalhar com empresas que querem crescer. Nossa missão é apresentar o marketing digital estratégico e voltado para o sucesso dos seus negócios.


Com planejamento, através de uma assessoria completa e uma equipe multidisciplinar, estamos aptos para levar a sua empresa para um próximo nível de vendas online e desempenho virtual que irão refletir no seu crescimento.


Entre em contato para se tornar cliente, basta clicar aqui ou ligar 41 99918 0045


21 views0 comments
bottom of page